Notas sobre uma comparação religiosa

Quando nos foi inicialmente proposto o tema de religião, sentamos e começamos a debater qual o caminho que seguiríamos para compor a matéria. Após uma discussão rápida dos termos e possibilidades, as ideais convergiram para uma proposta comparativa: analisar duas pessoas de crenças religiosas distintas e comparar como a religião interfere no cotidiano de cada uma delas.

Em um primeiro momento a ideia seria procurar pessoas com crenças completamente distintas, um umbandista e um mulçumano, um cristão e um budista ou algo do gênero. Porém, para enriquecermos a análise e obtermos dados comparativos mais claros, optamos por uma comparação entre dois fieis de religiões cristã protestantes, uma seita nova, adaptada ao contexto moderno e uma vertente cristã protestante tradicional, Baptista.

Para o exemplo moderno escolhemos um fiel da igreja Bola de Neve, que para o fim de preservação de sua identidade chamaremos de Rafael, estudante de direito, 27 anos, trabalha como operário em uma indústria automobilística. O entrevistado teve contato com a religião aos 23 anos, tradicionalmente sua família é católica. Por meio de um show da banda norte americana P.O.D., Rafael conheceu a Bola de Neve e passou a frequentar eventos culturais patrocinados por ela. Ao longo dos eventos, o estudante de direito passou a frequentar a igreja e absorveu seus dogmas.

A fiel tradicional entrevistada foi Rosana, 30 anos, Assistente Administrativa. Rosana teve contato com a religião na saída de um Shopping Center. Na ocasião foi abordada por alguns fieis que lhe prestaram testemunho, tocada pela situação passou a frequentar a Igreja de orientação Baptista semanalmente.

Comparando a rotina diária dos dois entrevistados pudemos perceber uma presença forte da religião em ambas, mas aplicadas de forma diferente. No cotidiano de Rafael a igreja se mantém presente nas atividades culturais que frequenta. Como a Bola de Neve patrocina muitos eventos de cunho esportivo e cultural, o contato do entrevistado com a religião é constante. Segundo o operário, os dogmas interferem pouco em seu dia-a-dia, aparecendo somente em questões polêmicas como o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Por outro lado a presença da religião na vida de Rosana é permanente na forma dogmática. A entrevistada afirma que busca seguir os dez mandamentos e viver segundo as escritoras, sendo o que a bíblia chama de “mulher virtuosa”.

O critério final da nossa comparação se deu no quesito círculo social. A fiel Bapstista afirma que praticamente todo seu grupo de amigos frequenta a igreja e que os poucos que não fazem parte da religião são constantemente expostos a testemunhos e trechos da bíblia como tentativa de convencimento. Para Rafael a situação é inversa. Ainda que tenha muitos amigos da Bola de Neve, seu círculo de amizades vai muito além. Segundo o entrevistado, ele evita forçar religião para as pessoas, mas, sempre convida seus amigos para eventos patrocinados pela igreja. Dessa forma, apresenta a religião de forma mais fácil e evita qualquer indisposição.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s